Favor utilizar outro navegador

Parece que você está usando um navegador que não é totalmente compatível. Por favor, note que podem haver restrições na exibição do site e em sua usabilidade. Para uma melhor experiência, sugerimos que você faça o download da versão mais recente de um navegador compatível:

Internet Explorer, Chrome Browser, Firefox Browser, Safari Browser

continuar com o navegador atual
Rail Eletrification

Logística mais eficiente e sustentável

O transporte de mercadorias é um desafio para a economia brasileira. Ao mesmo tempo em que precisa vencer grandes distâncias, entre polos produtores, áreas de comércio e exportação, esse percurso deve se tornar mais amigável com o meio ambiente.

 

Linha férrea eletrificada

Rota para o desenvolvimento sustentável

Como transportar mercadorias a partir de milhares de produtores no Brasil para outros milhares de centros consumidores, além dos polos de exportação? 

image

Nas últimas décadas, essa tarefa tem sido executada nas rodovias, algo que anda na contramão das economias já industrializadas, que priorizam o trem para transporte interno de longas distâncias, reservando os veículos em terra para pequenos trechos complementares. Estima-se que 10% do preço final dos grãos que chegam à mesa dos consumidores sejam representados por custos de transportes, devido à logística ineficaz.

 

É possível modificar esse panorama? Segundo um estudo coordenado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), não apenas é possível, como seria altamente compensador para o País. No entanto, essa mudança alavancaria um segundo desafio: como ampliar a utilização de ferrovias e, ao mesmo tempo, tornar essa modalidade de transporte mais sustentável, considerando os aspectos econômicos, sociais e ambientais?

 

Uma alternativa é a eletrificação da malha ferroviária, possibilitando que os trens passem a ser movidos por energia elétrica. Os benefícios gerados pela substituição disseminam-se por várias frentes: redução de emissões de poluentes, aumento da competitividade internacional com agilidade e maior segurança no transporte, além da redução de perdas, roubos e acidentes.

 

Ferrovias eletrificadas são ligadas a uma cadeia de sistemas que vão desde a produção da energia a ser utilizada pelas locomotivas, até os sistemas que transformam esta energia e a distribuem, o que pode oferecer diversos benefícios. Um deles é a possibilidade de que a ferrovia opte por gerar sua própria energia, ficando imune às variações externas de disponibilidade de energia e de preço, reduzindo os riscos relacionados ao suprimento de energia.

 

Outro ponto importante em relação à geração de energia é a possibilidade de que diferentes fontes sejam usadas, não apenas combustíveis fósseis, contribuindo para o uso de energia limpa ao longo da ferrovia. No aspecto social, esse modelo também cria a possibilidade de que a energia gerada para o funcionamento da ferrovia seja compartilhada com as populações locais. Também pode-se destacar que o acesso à energia elétrica para pequenas e médias cidades aumenta a atratividade para investimentos, gerando empregos mais qualificados e aumentando o conforto dos cidadãos locais.

 

Mas eletrificar ferrovias vai além de tornar o transporte de carga mais eficiente. Com as tecnologias de eletrificação de ferrovias, mais que transportar passageiros e cargas, as estruturas dessas vias podem levar também a rede de energia (transmissão elétrica e gasodutos), água, telecomunicações e internet. Com essa abordagem, as ferrovias assumem um papel mais amplo do que simplesmente o transporte de carga, tornando-se autênticos eixos sociais, ambientais e econômicos.

 

O custo para a construção de uma ferrovia eletrificada é maior que o de uma via férrea convencional, pois prevê investimentos na infraestrutura, como em geração, transmissão e distribuição de energia. No entanto, ele traz retorno socioeconômico, como na eficiência do transporte e acesso à energia elétrica para regiões remotas, além de criar atratividade a investidores, resultando em desenvolvimento local, inclusive na geração de empregos mais qualificados. E esse retorno deve ser levado em conta ao se fazer um investimento em novas ferrovias.

 

Vários projetos implantados na Europa com esse formato já foram aplicados e poderiam ser replicados no País. Uma inspiração para novos projetos na área ferroviária são as cidades. O transporte urbano brasileiro já dispõe de exemplos da utilização de tecnologia a favor de modelos de logística mais eficiente e sustentável, e a Siemens é um exemplo em tecnologias inovadoras para esse mercado.

Vantagens de um sistema de eletrificação ferroviária

*Fonte: Estudo de “Melhoria e Desenvolvimento de sistemas de Transporte de Cargas por Malha Ferroviária Eletrificada” desenvolvidos pelo CEBDS.