Imprensa

Siemens no Brasil

Iniciativa global da Siemens transforma colaboradores em seus próprios acionistas 

  • Por meio do programa Siemens Proft Sharing, 80% dos colaboradores da empresa alemã agora possui ações na companhia
  • Cerca de 400 milhões de euros em ações foram aportados pela empresa entre colaboradores de diversos perfis. 
  • Programa atinge número recorde de adesões, já que 300 mil dos 377 mil colaboradores da Siemens ao redor do mundo já participam 
  • Só no Brasil, projeto teve 99% de aderência entre os elegíveis, o que representa cerca de 5.000 pessoas

 

 


A Siemens, uma das líderes mundiais em soluções de digitalização, automação e eletrificação, acredita que o futuro de seus negócios está nas mãos de seus colaboradores e, desta forma, desenvolveu o programa Siemens Profit Sharing, iniciativa global que possibilita a todos os colaboradores elegíveis, que ainda não alcançaram cargos de gestão, receberem ações gratuitas após anos fiscais de grande sucesso. Atualmente, 80% de todos os empregados no mundo todo são acionistas da companhia. Neste ano, pela primeira vez, o projeto distribui aos colaboradores elegíveis de 102 países cerca de 400 milhões de euros em ações, que estavam sendo depositados na conta do programa de participação de lucros desde 2015. 


Quando criou a iniciativa em 2015, a Siemens pretendia ter cerca de 200 mil acionistas entre seus colaboradores até 2020. No entanto, essa meta foi ultrapassada por uma margem ampla, já que cerca de 300 mil dos 377 mil colaboradores da empresa espalhados pelo mundo agora possuem ações nela. Para se ter uma ideia, em janeiro de 2018, o número de colaboradores acionistas na empresa ainda era de apenas 186.000. Em se tratando de Brasil, a companhia teve quase 99% de adesão entre os colaboradores elegíveis.


“Queremos permitir a participação direta de todos os nossos colaboradores no sucesso e desenvolvimento sustentável da Siemens. Com isso, estabelecemos padrões para o gerenciamento sustentável nessa área. Estou feliz e orgulhoso por termos ultrapassado a marca de 300 mil colaboradores que também são co-proprietários da nossa empresa. A distribuição de ações faz parte da nossa cultura empreendedora”, disse Joe Kaeser, Presidente e CEO da Siemens AG.

 

“Infelizmente, essa cultura de permitir que os colaboradores sejam acionistas da empresa ainda é muito fraca na Alemanha em relação a outros países da Europa”, acrescentou Kaeser. “Isso se deve em parte a uma isenção fiscal muito baixa. Aqui, os legisladores têm uma grande oportunidade de criar formas atraentes e sustentáveis de planejamento de aposentadoria e permitir que a Alemanha avance e se torne pioneira na Europa. Estruturas melhores e incentivos devem ser implementados para que a participação dos colaboradores se torne um pilar fundamental na criação de riqueza no longo prazo e para um planejamento de aposentadoria apropriado.”

 

O programa Profit Sharing e o Share Matching Program global da Siemens constituem o núcleo da cultura de capital da empresa e formam um dos maiores programas de capital de colaboradores do mundo. Este plano de ações recebe parcelas anuais desde 2008.

 

O informativo em inglês, os infográficos e outros materiais com informações sobre esse tópico estão disponíveis em www.siemens.com/press/equityculture.



Contato de imprensa

S/A LLORENTE & CUENCA

Paulo Lima

Tel.: +55-11-3060-3398

E-mail: plima@llorenteycuenca.com

Pedro Zago

Tel.: +55-11-3054-3324

E-mail: pzago@llorenteycuenca.com

Siemens Brasil

Comunicação Corporativa - Imprensa

Priscilla Espinati Garcez
E-mail: priscilla.garcez@siemens.com


A Siemens AG (Berlim e Munique) é uma potência global em tecnologia e sinônimo de excelência em engenharia, inovação, qualidade, confiabilidade e internacionalidade há mais de 170 anos. A empresa está presente em todo o mundo, com foco nas áreas de eletrificação, automação e digitalização. Uma das maiores produtoras mundiais de tecnologias com consumo eficiente de energia e recursos, a Siemens é líder no fornecimento de soluções eficientes de transmissão e geração de energia, pioneira em soluções de infraestrutura e em automação, impulsão e soluções de software para a indústria. A empresa também é líder no fornecimento de equipamentos de diagnósticos por imagem – como tomografia computadorizada e sistemas de ressonância magnética – e líder em diagnóstico laboratorial e TI clínica. No ano fiscal de 2017, encerrado em 30 de setembro de 2017, a Siemens gerou a receita de € 83,0 bilhões e lucro líquido de € 6,2 bilhões. No final de setembro de 2017, a empresa tinha cerca de 377.000 colaboradores em todo o mundo. Mais informações estão disponíveis no site www.siemens.com.br