Siemens no Brasil

Siemens atinge marco no desenvolvimento de sistema inovador de distribuição de energia submarina

  • A Siemens concluiu com sucesso a primeira fase do teste em águas rasas do Subsea Power Grid (rede elétrica submarina)
  • O programa de desenvolvimento foi realizado com a colaboração das empresas parceiras Chevron, Equinor, ExxonMobil e Eni
  • Esta será a primeira rede elétrica submarina do mundo de distribuição de energia de média tensão que utiliza tecnologia de compensação de pressão

 

A Siemens concluiu com sucesso a primeira fase do teste em águas rasas da rede elétrica submarina em Trondheim, na Noruega. Com a colaboração das empresas Chevron, Equinor, ExxonMobil e Eni Norge, a Siemens está no estágio final do programa de desenvolvimento de um sistema inovador, que será a primeira rede elétrica submarina do mundo projetada para distribuir energia de média tensão que utiliza tecnologia de compensação de pressão.

 

“No futuro, teremos mais compressores, bombas, instalações de processamento e produção no fundo do mar que exigem energia. Por isso, estamos desenvolvendo o sistema Subsea Power Grid”, disse Frode Tobiassen, Head de Sistemas Submarinos da Siemens.

 

O sistema Subsea Power Grid consiste em um transformador submarino, um painel elétrico submarino, um acionamento de velocidade variável (VSD) submarino, conectores submarinos e um sistema de monitoramento e controle remoto altamente confiável, com painéis de usuário baseados na nuvem e análise de dados.

 

Esses sistemas de distribuição de energia desempenharão um papel importante nos futuros projetos de desenvolvimento submarinos. O Subsea Power Grid é uma tecnologia que permite o processamento submarino com múltiplos consumidores de energia no fundo do mar. O sistema é ideal para melhorar a extração de petróleo em projetos brownfield submarinos e campos tie-back, utilizando sistema auxiliar de uma ou múltiplas fases para aumentar a extração de petróleo.

 

Durante a fase inicial dos testes nas instalações da Siemens em Trondheim, o sistema operou em uma topologia de loop com carga total, e foi realizado um programa predeterminado de teste e verificação. Os resultados iniciais do teste em águas rasas foram positivos e todas as unidades operaram conforme os parâmetros do projeto.

 

De acordo com as empresas parceiras do programa, a Siemens passará para a próxima fase com um teste extensivo em águas rasas para criar experiência operacional e verificar a confiabilidade no longo prazo. O objetivo é acumular três mil horas de operação do equipamento durante a realização de testes adicionais do sistema.



Contato de imprensa

S/A LLORENTE & CUENCA

Cecilia Nascimento

Tel.: +55-11-3054-3399

E-mail: cnascimento@llorenteycuenca.com

Pedro Zago

Tel.: +55-11-3054-3324

E-mail: pzago@llorenteycuenca.com

Siemens Brasil

Comunicação Corporativa - Imprensa

Priscilla Espinati Garcez
E-mail: priscilla.garcez@siemens.com


A Siemens AG (Berlim e Munique) é uma potência global em tecnologia e sinônimo de excelência em engenharia, inovação, qualidade, confiabilidade e internacionalidade há mais de 170 anos. A empresa está presente em todo o mundo, com foco nas áreas de eletrificação, automação e digitalização. Uma das maiores produtoras mundiais de tecnologias com consumo eficiente de energia e recursos, a Siemens é líder no fornecimento de soluções eficientes de transmissão e geração de energia, pioneira em soluções de infraestrutura e em automação, impulsão e soluções de software para a indústria. A empresa também é líder no fornecimento de equipamentos de diagnósticos por imagem – como tomografia computadorizada e sistemas de ressonância magnética – e líder em diagnóstico laboratorial e TI clínica. No ano fiscal de 2017, encerrado em 30 de setembro de 2017, a Siemens gerou a receita de € 83,0 bilhões e lucro líquido de € 6,2 bilhões. No final de setembro de 2017, a empresa tinha cerca de 377.000 colaboradores em todo o mundo. Mais informações estão disponíveis no site www.siemens.com.br